A alienação

A alienação

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

A Europa não está em crise como apregoa a hipocrisia dos politicamente corretos. Quem está em crise são 3 países da Europa: Portugal, Espanha e Grécia, que faliram devido aos socialistas que os governavam




NOTÍCIA DA FOLHA NO TÍTULO "DE NOVO A CRISE".

O editor de economia da Folha parece ter prazer em noticiar sobre a "crise", toda notícia sobre o assunto ele coloca em um título irônico com o nome "DE NOVO A CRISE", vai ver ele é marxista e acha que com essa propaganda da "crise" ele está ressuscitando o "mestre".
Vou colocar a notícia e depois vou comentar e mostrar a situação do Produto Interno Bruto (PIB) de todos os países da Europa para demonstrar que a tal "crise da Europa" é só mais uma das muitas mentiras que são criadas no atual mundo dominado pela hipocrisia e pela farsa.

21/09/2012 - 08h03
OMC reduz previsão de crescimento do comércio mundial 
DA FRANCE PRESSE, EM CINGAPURA

A OMC (Organização Mundial do Comércio) revisou para baixo as previsões de crescimento do comércio global em 2012 a 2,5%, contra 3,7% da estimativa anterior, em consequência principalmente da crise da dívida na Europa.
A situação da economia americana e da desaceleração na China, primeira e segunda economias mundiais respectivamente, são outras causas da revisão, anunciou em Cingapura a OMC, que tem sede em Genebra.
"A economia mundial enfrenta ventos contrários cada vez mais fortes desde a publicação das últimas previsões do secretariado da OMC", afirma um comunicado da organização.
"Os dados da produção e do emprego nos Estados Unidos continuam decepcionando, enquanto o índice de compra e as cifras da produção industrial na China mostram uma desaceleração do crescimento no país, o maior exportador mundial", completa a OMC.
"Ainda mais importante, a crise da dívida na Europa não diminuiu e torna mais duros os ajustes orçamentários nas economias periféricas da zona do euro, além de instigar a volatilidade", concluiu o comunicado.
A OMC já advertira em abril que o crescimento do comércio mundial, muito frágil em 2011 após uma alta histórica em 2010, voltaria a cair este ano. Na ocasião, a previsão a dois anos projetava um aumento de 5,6% em 2013.

*

Comentário:

Antes de mostrar os PIBs dos países da Europa devemos frisar dois pontos:
1. que a economia da Europa está crescendo, ela só não vai, supostamente, crescer 3,7%, vai crescer 2,5%, mas, vai crescer, como a população da Europa não aumenta, até diminui, temos que a Europa vai ficar ainda mais rica.
2. que não é a Europa toda que está com dívidas, desemprego e crise, são apenas 3 países, Portugal, Espanha e Grécia, países estes que foram levados a esta caótica situação não pelo "capitalismo", mas sim, pelo socialismo, pois quem governou estes países por muito tempo e os levou a falência foram seus respectivos partidos socialistas.


Países da Europa, PIB dos últimos 4 anos (2008 - 2009 - 2010 - 2011) em bilhões de dolares
Fonte:
http://www.indexmundi.com/g/g.aspx?c=ee&v=65

Albânia
21.81 - 22.88 - 23.86 - 25.23

Áustria
329.5 - 321.6 - 332 - 356.5

Bélgica
389.3 - 383 - 394.3 - 418.6

Bósnia
29.7 - 29.78 - 30.33 - 32.04

Bulgária
93.75 - 90.48 - 96.78 - 102.3

Croácia
82.39 - 78.46 - 78.09 - 81.36

Rep. Checa
265.2 - 253.1 - 261.3 - 288.6

Dinamarca
203.6 - 197.5 - 201.7 - 209.2

Estônia
27.41 - 23.71 - 24.69 - 27.66

UE
14,910 - 14,430 - 14,820 - 15,650

Finlândia
193.5 - 178.9 - 186 - 198.2

França
2,128 - 2,094 - 2,145 - 2,246

Alemanha
2,918 - 2,815 - 2,940 - 3,139

Grécia
343 - 332.9 - 318.1 - 298.1

Hungria
196.6 - 185.7 - 187.6 - 198.1

Islândia
188.4 - 172.5 - 172.3 - 183.9

Itália
1,823 - 1,737 - 1,774 - 1,871

Lituânia
63.33 - 55.17 - 56.59 - 62.39

Macedônia
18.78 - 18.89 - 20 - 21.62

Holanda
672 - 659.1 - 676.9 - 713.1

Noruega
275.4 - 268.3 - 255.3 - 269.3

Polônia
667.9 - 688.3 - 721.3 - 781.5

Portugal
236.5 - 240.9 - 247 - 252.2

Romênia
271.4 - 254.4 - 254.2 - 270.6

Rússia
2,266 - 2,116 - 2,223 - 2,414

Sérvia
80.34 - 78.05 - 80.1 - 79.88

Espanha
1,403 - 1,359 - 1,369 - 1,432

Suécia
344.3 - 335.1 - 354.7 - 386.6

Suíça
316.7 - 313.3 - 324.5 - 344.2

Ucrânia
339.8 - 289.3 - 305.2 - 333.7

UK
2,226 - 2,123 - 2,173 - 2,290


Como podemos comprovar com a informação acima do valor do PIB de todos os países da Europa, existe apenas um país com o PIB em queda nos últimos 3 anos, é a Grécia, os demais a grande maioria estão aumentando o PIB, não é um grande crescimento, mas é um bom crescimento.

Portanto, o que dizem por ai os arautos da "crise mundial" é uma mentira com cunho ideológico de marxistas sempre em busca de um alento para a fracassada ideologia que tem dentro da cabeça, não desistem nunca, e como conseguiram se infiltrar maciçamente na midia devido a doutrinação em universidades de jornalismo eles continuam a criar e  divulgar mentiras nos meios de comunicação.

***



quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Socialistas, marxistas, comunistas, lutam por democracia ? Eu sempre soube que eles lutam para acabar com a democracia "burguesa" e implantar a ditadura do proletariado !

NOTICIÁRIO DOS JORNAIS NESTA SEMANA

18 DE SETEMBRO DE 2012 - 11H37
Investigações da Comissão da Verdade terão como foco militares 

A Comissão da Verdade oficializou nesta segunda (17) que suas investigações alcançarão somente as violações aos direitos humanos praticadas por agentes do Estado, ou a serviço da ditadura militar (1964-1985). 
A decisão, publicada no Diário Oficial, diz que o grupo elucidará abusos (como assassinatos, torturas e desaparecimentos) praticados "por agentes públicos, pessoas a seu serviço, com apoio ou no interesse do Estado". 
O texto da lei que criou a comissão era impreciso em relação a seu raio de alcance, o que levou à especulação de que militantes que lutaram contra o regime ditatorial — imposto por meio de um golpe de Estado que destituiu o governo legítimo do ex-presidente João Goulart — fossem equivocadamente incluídos nas investigações.

Ouça na Rádio Vermelho 

Denúncia contra Curió é avanço para democracia, diz Aldo Arantes 

Em entrevista ao Vermelho, Aldo Arantes, membro da Comissão Política Nacional do PCdoB e representante do Partido no Grupo de Trabalho Araguaia (GTA), disse que considera a decisão acertada. 
Ele denunciou a tentativa de ex-agentes da ditadura militar de colocar no mesmo plano aqueles que lutaram pela democracia e os repressores que mataram, assassinaram e torturaram. “Não tem cabimento colocar no mesmo patamar agressores e agredidos

A Comissão da Verdade tem por objetivo identificar as ações praticadas pelos agressores que representavam, naquele momento, um regime autoritário que rompeu o Estado Democrático de Direito no país. Este é o mote fundamental. 
A análise das medidas adotadas por aqueles que lutavam para conquistar a democracia é uma tentativa de diluir e confundir o quadro”. 

Fonte:
http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=1&id_noticia=194050

Comentário:

 É inexplicável na sociedade humana como mentiras das mais cabeludas são ditas como se fossem verdades absolutas !

Sobre o primeiro texto em negrito "... aqueles que lutaram pela democracia" é uma mentira das mais cabeludas !
As pessoas que pegaram em armas para lutar contra o regime militar eram pequenos grupos em sua maioria de estudantes universitários da área de humanas que foram seduzidos pelos seus professores marxistas a irem lutar e devido a este fato - jamais lutaram pela democracia - lutavam pelo socialismo, lutavam pelo marxismo, lutavam pelo comunismo e tinham como único objetivo destruir a democracia representativa, que é denominada por eles como sendo "democracia burguesa" e colocar em seu lugar o "socialismo científico" de Karl Marx e que instituiria no Brasil a "ditadura do proletariado.
E nesta ditadura do proletariado não existiria democracia representativa com partidos políticos e liberdades individuais, pois, como o próprio nome diz - é a ditadura do proletariado, e não de todos os habitantes do país. Não estou aqui tomando partido de nada, estou esclarecendo os fatos, estou colocando a verdade factual para que aqueles que os desconhecem tomem conhecimento.

Sobre o segundo texto em negrito "... colocar no mesmo patamar agressores e agredidos".

Essa coisa realmente impressiona !
Pô ... esse pessoal pegou em armas, assaltava bancos, atiravam em pessoas, faziam sequestro de autoridades, mataram militares, "julgaram" e mataram os próprios companheiros de lutas ... e vem agora dizer que eram apenas "agredidos" !?

Não não ... não eram apenas agredidos, eram também, agressores, e dos mais violentos, tão violentos quanto seus companheiros vencedores em Cuba que mataram centenas de pessoas inocentes no "paredon".

Sobre esse assunto era isso que eu tenho a dizer, e para que eu não seja acusado de ser "fascista" volto a frisar - não estou defendendo nada, estou apenas dizendo a verdade factual que é desconhecida por muitos.

***

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

O feminismo teria algo a ver com nazismo e comunismo ? Ser feminista trás dignidade a uma mulher ?

Um membro da comunidade do ORKUT "Marx é inquestionável?!" criou um tópico com as seguintes perguntas:

"Feminismo eh nazismo ou comunismo?
como saber?"


Respondi o seguinte no tópico:

"O feminismo não é nazismo nem comunismo.
Apesar de ter práticas que tais ideologias também utilizaram e ainda utilizam.

O feminismo é um preconceito criado pelo marxismo cultural, fazendo a observação, é uma "obra" do marxismo cultural e não de Marx.

O feminismo é apenas mais uma das muitas "lutas de classe" artificiais que os "intelectuais" marxistas implantaram na sociedade ocidental.


Um membro mulher da comunidade também postou e escreveu os dois itens seguintes:

"Feminismo é dignidade."

A respeito disso eu escrevi minha opinião da seguinte forma:

"Na minha opinião feminismo não tem nada a ver com dignidade...
Por toda a história da humanidade existiram mulheres que jamais dependeram de feminismo para serem dignas.

A estupidez humana não tem sexo.

Já tivemos diversas demonstrações de violência e covardia praticadas por mulheres contra pessoas indefesas.
Homens são assassinados aos milhares todos os anos no Brasil.
A violência não existe apenas contra a mulher, ela é generalizada.

E, na minha opinião, a maior das verdades - jamais, repito, jamais, uma mulher será digna pelo simples fato de se declarar feminista!
Isso seria um absurdo!
DIGNIDADE é algo raro e jamais alguém seria digno por apenas colar na testa a palavra "feminista".


Ma seguência a mesma pessoa disse:

"Um dos movimentos que defende que um ser humano não tenha mais direitos que outros, diferentes exigências de comportamento, ou seja subjugado a outro."

Comentei o seguinte:

"Desde que a democracia e o Estado de Direito foram implantados na sociedade humana todos os seres humanos são - iguais perante a lei.
Em uma democracia onde vigore o Estado de Direito ninguém é obrigado a nada, ninguém faz nada sem querer.
Não confundir isso com competência.

Em uma corrida dos 100 metros livres na Olimpíada todos os competidores saem da mesma linha e no mesmo instante, isto é o "todos são iguais perante a lei", porém, apenas um cruza a linha final antes dos demais e ganha a medalha de ouro, isto é - competência, e nisto os humanos são diferentes.

Devido a este fato, a esta condição humana de que cada ser humano ser diferente dos demais, mesmo em uma sociedade onde "todos são iguais perante a lei" existam diferenças, isto é uma característica da natureza humana.


***

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Sobre se o Liberalismo tem culpa pelo surgimento de preconceitos ideológicos, tais como o feminismo, na sociedade humana ocidental ?



Um membro da comunidade do ORKUT "Marx é inquestionável?!" criou o seguinte tópico:

Como o liberalismo destruiu o homem?
"Exceto que os valores conservadores / tradicionais coloca o homem na cabeça da família para recompensá-lo por ser o provedor.
É o liberalismo que comprou o feminismo mais fortemente, e que tem a maior propensão para colocar homens em um cenário perde / perde, onde ele é tanto um marido idiota ou um idiota que não vai comer ninguém!
Portanto o neo liberalismo é em essência não um sistema conservador jamais e sim socialista / comunista."



Eu respondi o seguinte no tópico:

"Tenho a impressão que você não esta falando nem de política nem de economia, você está falando de machismo e/ou feminismo.
O que posso dizer é que se você atribui qualquer coisa de "machismo e/ou feminismo" ao liberalismo você está equivocado, o liberalismo não tem a ver com isso.
Liberalismo já não existe a muito tempo no mundo...

Desde a crise da Bolsa de 1929 o liberalismo foi substituído pelas idéias de Keynes, ou pelo "estado providência", que estão bem distantes do liberalismo.
E foi no período áureo do keynesianismo (segunda metade do século XX) que o marxismo cultural atuou em larga escala na Europa, no EUA e de lá para a América Latina, etc, criando os preconceitos ideológicos, como o feminismo, que hoje em dia corrompem e perturbam a sociedade.

Esse é um fato que precisamos nos conscientizar...
Eu mesmo só tomei consciência disso a pouco tempo.
A Escola de Chicago tentou reverter isso mas só conseguiu em parte no EUA de Reagan e na UK de Thatcher.
A América Latina por exemplo, jamais teve o menor vestígio de liberalismo!"


O criador do tópico respondeu:

"entendo, mas obviamente ha algumas considerações importantes neste intercurso, como o fato de que o libertarianismo não tem nada a ver com esta situação em tese, mas em questões políticas também ha outras situações a considerar"


Em resposta eu escrevi:

"Sem dúvida há!
Nos últimos tempos tenho ficado em dúvida quanto a validade de algumas "liberdades"...
Apesar de que eu sempre fui adepto da frase escrita no Templo de Delphos em Atenas "Conheça-te a ti mesmo. Nada em excesso.".
Ou seja, nada deve ser em excesso, nem as coisas consideradas "boas", uma delas é a "liberdade de expressão", ou outras liberdades semelhantes.

O liberalismo surgiu com o ilusionismo escocês no século XVIII, suas duas maiores obras nos dois campos em que atua foram o liberalismo econômico inglês a partir de 1800 e a Declaração de Independência do EUA em 1776 no âmbito político.
Dando garantia a estas duas surgiu a democracia representativa e o estado de direito - a liberdade e a igualdade perante a lei finalmente existindo na humanidade!
Em tese a democracia não poderia ser criticada, pois era tudo que a humanidade jamais tivera e agora tinha, mas humanos nunca estão contentes, e surgiu o socialismo, o anarquismo, e por fim o maior dos ódios, o marxismo.
Não sei se tais ideologias não tivessem surgido se a democracia representativa (e não necessariamente o liberalismo) teria levado a humanidade a outros rumos.
Mas, com a atuação dessas ideologias a democracia, o estado de direito, e seu legado, as liberdades individuais plenas, em virtude da loucura que domina em muitas mentes humanas, levou grande parte da humanidade a tola, falsa e alienada sociedade atual.
As ideologias usaram as liberdades da democracia para corrompe-la.
As ideologias quando assumem o poder em uma nação, como na URSS, Cuba ou China comunista, eliminam qualquer forma de liberdade individual, mas, quando estão em democracias usam largamente a liberdade de expressão para subverter essa mesma liberdade.

Sobre feminismo que surgiu neste contexto.

O clamor neste assunto é uma das maiores tolices inventadas pelas ideologias.
As mulheres por toda a história humana jamais deixaram de ter influência decisiva nos rumos da história humana!
A começar pela "Eva Africana" (mitocondrial) da qual segundo estudos genéticos o homo sapiens se originou.
Por exemplo na formação do Império Romano, a mãe de Otávio (Augusto), o primeiro imperador, Átia, e a mãe de Brutus, Sevília, tiveram participação decisiva, senão, foram elas que determinaram os rumos da política romana.
Se estudarmos a fundo a história dos acontecimentos no longo reinado de Henrique VIII da Inglaterra, que foi decisivo nos rumos da história da Europa, vamos ver que diversas mulheres atuaram de forma decisiva.
Na revolução francesa a atuação da rainha e de outras mulheres da corte é que tumultuaram os acontecimentos.
E existem milhares e milhares de casos ao longo da história, Napoleão mesmo, mulheres tiveram grande influência sobre ele.
Tivemos também Cleopatra, Joana D'Arte, rainha Vitoria, princesa Isabel, etc, mulheres que muito antes dessa tolice chamada "feminismo" existir já eram donas de seus atos.
As mulheres ao longo da história humana nunca precisaram de feminismo para atuar, precisaram apenas de competência e ação humana.

Opressão de humanos contra humanos não existe apenas do homem para com a mulher, existe na mesma proporção do homem contra homem, do homem contra crianças, de humanos contra humanos.
Já assistimos diversas denuncias de pessoas que filmaram empregadas mulheres oprimindo e judiando de inválidos que elas deveriam cuidar.... portanto, covardia e estupidez não é um "privilégio" de homens, é geral no ser humano.
Hoje mesmo ouvi na TV uma infeliz citando que "X mulheres são assassinadas por dia"... que tolice!
X homens também são assassinados todos os dias!

Mas, em virtude da loucura que domina muitas mentes humanas, as ideologias conseguiram criar mais um preconceito totalmente inútil e que só trouxe mais sofrimento aos humanos - o feminismo.
Os preconceitos ideológicos criados pelas ideologias criaram essas criaturas inúteis que hoje proliferam na sociedade humana.


A conclusão que chego é a de que não poderíamos condenar a democracia liberal por ter implantado a liberdade individual, a liberdade de expressão e os direitos humanos na sociedade ocidental, mas, foi essa mesma liberdade e esses mesmos "direitos" que permitiram as ideologias atuarem livremente para criarem todas as tolices que hoje existem entupindo a sociedade e a transformando em uma sociedade alienada."


***

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Perdidos na mata. Gente que não tem a menor noção de como é uma mata está indo "passear na floresta", sorte que existem os bombeiros para salva-los!


Notícias dos perdidos na mata:

06/09/2012 - 09h20
Bombeiros buscam grupo perdido na serra do Mar, em Cubatão (SP)
DE SÃO PAULO

Um grupo de cerca de dez pessoas está perdido desde ontem na serra do Mar, na região de Cubatão (no litoral de São Paulo). Equipes dos bombeiros já estão no local e fazem as buscas desde a manhã desta quinta-feira.

O grupo havia saído de São Paulo e fazia uma trilha pela região, quando se perdeu. Segundo o Corpo de Bombeiros, um dos jovens entrou em contato com a corporação ainda no fim da tarde de ontem, por celular, e informou que estavam perdidos.
Os bombeiros afirmaram que as equipes que fazem as buscas por terra permanecem em contato com o grupo e não há informação de feridos.


06/09/2012 16h50 - Atualizado em 06/09/2012 18h06
Bombeiros resgatam grupo perdido na Serra do Mar, em Cubatão, SP
Helicóptero auxiliou no resgate do grupo em
Cubatão, SP (Foto: Cristiane Amaral / TV Tribuna)

O Corpo de Bombeiros de Cubatão, no litoral de São Paulo, localizou na tarde desta quinta-feira (6) o grupo de 11 pessoas que estava perdido em uma região de mata na Serra do Mar. O helicóptero Águia, da Polícia Militar, foi utilizado para o resgate. Todos passam bem.
As buscas começaram na manhã desta quinta-feira, depois que um dos integrantes ligou para o Corpo de Bombeiros no final da tarde do dia anterior.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, o grupo veio de São Paulo para fazer uma trilha na região. Eles estavam descendo a Serra de Paranapiacaba em um trajeto que começou às 9h desta quarta-feira. Por volta das 18h, eles perceberam que estavam perdidos.
Segundo as primeiras informações, parte do grupo teria escorregado de uma pedra e por isso, eles não conseguiram sair do local. Um dos integrantes usou um celular para pedir socorro. De acordo com os bombeiros, cinco mulheres e seis homens estão perdidos mas todos passam bem. As buscas não foram iniciadas imediatamente porque já estava escuro.
Nesta quinta-feira, equipes do Corpo de Bombeiros montaram uma base dentro de uma empresa próxima a mata. O helicóptero Águia da PM levou seis bombeiros até um ponto da serra mas não foi possível ir até o local indicado por uma das vitimas por telefone por causa do mau tempo. Mesmo assim, a equipe desceu e continua realizando as buscas por terra. A previsão é que os bombeiros caminhem por cerca de 4 horas para chegar até o local que o grupo indicou.



OUTROS CASOS DE PERDIDOS EM MATA

Grupo que estava perdido na Serra do Mar é resgatado
Grupo usou uma camiseta branca como bandeira para ser localizado. As sete pessoas passam bem

iG São Paulo | 05/07/2011 14:18 - Atualizada às 21:20

Foto: AEAmpliar
Pesquisadora da USP chega de helicóptero a Mogi das Cruzes após ser resgatada
[Pergunta que me sinto por demais tentado a fazer: O que essa figura foi fazer no meio do mato?]

De acordo com a Polícia Militar, o grupo de sete pessoas que estavam perdidas na Serra do Mar foi localizado por volta das 14h15 desta terça-feira por policiais do Comando de Operações Especial (COE). O resgate foi feito pelo helicóptero Águia 3, que auxiliava nas buscas, e pela equipe do COE. O grupo foi encontrado nas margens do rio Guaratuba, na altura do quilômetro 94 da Estrada Casa Grande, região de Biritiba Mirim, quatro quilômetros mata adentro.



Grupo perdido na mata é encontrado pela polícia
Seis pessoas estavam desaparecidas desde segunda-feira (14)
Do R7, com Agência Record

As seis pessoas que estavam perdidas na Trilha da Raiz da Serra, entre Paranapiacaba, na região de Sano André, no ABC, e Cubatão, no litoral de São Paulo, foram encontradas na manhã desta quarta-feira (16).



04/09/2011 - RESGATE
BOMBEIROS RESGATAM GRUPO PERDIDO NA MATA
Por: Vladimir Ribeiro

Jovens procuravam por trilha de cachoeira em Paranapiacaba
O Corpo de Bombeiros resgatou um grupo de quatro pessoas que se perdeu neste sábado (03/09), na mata, em Paranapiacaba, em Santo André. O COE (Comando de Operações Especiais) e o Helicóptero Águia da PM (Polícia Militar) auxiliaram nas buscas.



Existem centenas de casos....

*

Comentário:

Milhares de pessoas no mundo atual, senão milhões delas, acham que a floresta é um local maravilhosa, verde, harmonioso, amigo, puro, saudável, etc, só que quem já viveu em uma sabe que não é.
Florestas são lugares muito perigosos, qualquer humano despreparado que vier a ficar sozinho em uma floresta morre em pouco tempo, e será devorado pelos habitantes da floresta.
Caminhar dentro de uma mata é extremamente perigoso pois a mata é radicalmente agressiva, espinhos, ortigas, seivas que queimam, cipós que machucam, buracos no chão, troncos que não se vê e que se tropeça e cai, e ao cair formigas inundam as mãos, aranhas e os mais diversos insetos estão ali no chão ou sobre a cabeça nos galhos da árvores a procura de comida, e humanos perdidos em uma floresta são apenas comida para os que ali vivem.
É difícil achar água, e sem água um ser humano morre em pouco tempo, comida também não tem, em poucas horas o humano não consegue mais caminhar, e a morte está próxima, se não chegar ajuda.

A tola humanidade atual infestou a midia com a imagem de que a natureza é boa, milhões de humanos que não conseguiriam viver 1 dia na natureza se põem na "nobre tarefa" de proteger a natureza !
Isso é ridículo, a natureza jamais precisou e jamais precisará dos humanos, e mesmo que matas e florestas não existam como no planeta Marte. o planeta também estará pouco se lixando para isso.

Essa é a realidade que a alienação reinante na humanidade atual, falsa e irreal, não consegue ver.



***

terça-feira, 4 de setembro de 2012

O Instituto Mises foi roubado por anarquistas e eles estão transformando Mises em anarco-capitalista. Esta é uma enorme ofensa a memória de Mises.

O Instituto Mises norte-americano, o instituto Mises brasileiro (IMB) e de outras nações, foi tomado de assalto, ocupado e roubado por anarquistas e libertários [da mesma forma que a Wikipédia foi tomada e ocupada também por eles], e eles estão tentando MUDAR O QUE MISES FALOU, estão tentando transformar Mises em libertário e defensor da liberalização das drogas.

E para atingir esse objetivo, da mesma forma que marxistas agem, estão maquiando e desconstruindo o texto de Mises.

O que está acontecendo no IMB é um descalabro e uma ofensa a obra de Mises...

Sei por experiência anterior que será praticamente impossível reverter isso, pois quando essa turma invade uma instituição eles formam panelas e bloqueiam qualquer tentativa de retira-los do comando, só saem a força, como foi feito na Guerra Civil Espanhola, mas, denunciar isso podemos.

Vou relatar a a seguir a alegação de um deles, colocando uma frase de Mises maquiando-a como se tivesse sido uma afirmação de Mises no livro "Liberalism".
Para refuta-lo eu coloquei todo o texto onde a frase está inserida.
Na introdução e no final também fiz comentários.

Frase colocada como argumento pelo anarquista:

"Mises disse:
"The alcoholic and the drug addict harm only themselves by their behavior; the person who violates the rules of morality governing mans life in society harms not only himself, but everyone.""



Minha resposta:
Você só leu essa frase colocada por trapaceiros na Internet mas não o livro inteiro !
Essa frase é uma das 4 possibilidades que Mises coloca para sua análise com respeito ao que a sociedade deve fazer em relação ao alcoolismo e drogas.
A conclusão de Mises quanto a isso está mais abaixo no texto.
Já que você só leu essa frase eu vou colocar o texto completo de Mises no livro para aclarar tuas idéias - leia e tome conhecimento do que Mises dizia:

"What concerns us here is something quite different, namely, the question whether people whose actions endanger the continued existence of society should be compelled to refrain from doing so.

- The alcoholic and the drug addict harm only themselves by their behavior; the person who violates the rules of morality governing man's life in society harms not only himself, but everyone.
- Life in society would be quite impossible if the people who desire its continued existence and who conduct themselves accordingly had to forgo the use of force and compulsion against those who are prepared to undermine society by their behavior.
- A small number of antisocial individuals, i.e., persons who are not willing or able to make the temporary sacrifices that society demands of them, could make all society impossible.
- Without the application of compulsion and coercion against the enemies of society, there could not be any life in society.

We call the social apparatus of compulsion and coercion that induces people to abide by the rules of life in society, the state; the rules according to which the state proceeds, law; and the organs charged with the responsibility of administering the apparatus of compulsion, government.

There is, to be sure, a sect that believes that one could quite safely dispense with every form of compulsion and base society entirely on the voluntary observance of the moral code. The anarchists consider state, law, and government as superfluous institutions in a social order that would really serve the good of all, and not just the special interests of a privileged few.
Only because the present social order is based on private ownership of the means of production is it necessary to resort to compulsion and coercion in its defense. If private property were abolished, then everyone, without exception, would spontaneously observe the rules demanded by social cooperation.

It has already been pointed out that this doctrine is mistaken in so far as it concerns the character of private ownership of the means of production. But even apart from this, it is altogether untenable.
The anarchist, rightly enough, does not deny that every form of human cooperation in a society based on the division of labor demands the observance of some rules of conduct that are not always agreeable to the individual, since they impose on him a sacrifice, only temporary, it is true, but, for all that, at least for the moment, painful.

But the anarchist is mistaken in assuming that everyone, without exception, will be willing to observe these rules voluntarily.
There are dyspeptics who, though they know very well that indulgence in a certain food will, after a short time, cause them severe, even scarcely bearable pains, are nevertheless unable to forgo the enjoyment of the delectable dish.

Now the interrelationships of life in society are not as easy to trace as the physiological effects of a food, nor do the consequences follow so quickly and, above all, so palpably for the evildoer.

Can it, then, be assumed, without falling completely into absurdity, that, in spite of all this, every individual in an anarchist society will have greater foresight and will power than a gluttonous dyspeptic? In an anarchist society is the possibility entirely to be excluded that someone may negligently throw away a lighted match and start a fire or, in a fit of anger, jealousy, or revenge, inflict injury on his fellow man? Anarchism misunderstands the real nature of man. It would be practicable only in a world of angels and saints.

Liberalism is not anarchism, nor has it anything whatsoever to do with anarchism.

The liberal understands quite clearly that without resort to compulsion, the existence of society would be endangered and that behind the rules of conduct whose observance is necessary to assure peaceful human cooperation must stand the threat of force if the whole edifice of society is not to be continually at the mercy of any one of its members.
One must be in a position to compel the person who will not respect the lives, health, personal freedom, or private property of others to acquiesce in the rules of life in society."


TRADUÇÃO


"A questão da compulsão realmente responde o propósito, nestes casos, deve reservar para posterior consideração.
O que nos interessa aqui é algo completamente diferente, ou seja, a questão de saber se as pessoas cujas ações põem em perigo a sobrevivência da sociedade devem ser compelido a se abster de fazê-lo.
- O alcoólatra e viciado em drogas prejudicam apenas a si mesmos pelo seu comportamento, a pessoa que viole as regras da moralidade que regem a vida do homem na sociedade, não só prejudica a si mesmo, mas todos.
- Vida em sociedade seria impossível se as pessoas que desejam a sua existência e que têm uma conduta em conformidade teve de renunciar ao uso da força e da coação contra aqueles que estão dispostos a minar a sociedade pelo seu comportamento.
- Um pequeno número de indivíduos anti-sociais, ou seja, pessoas que não desejam ou são capazes de fazer os sacrifícios temporários que a sociedade exige delas, poderia fazer toda a sociedade impossível.
- Sem a aplicação de compulsão e coerção contra os inimigos da sociedade, não poderia haver qualquer vida em sociedade.

Chamamos o aparato social de compulsão e coerção que induz as pessoas a respeitar as regras da vida em sociedade, ao Estado, as regras segundo as quais as receitas do Estado, Direito e os órgãos com a responsabilidade de administrar o aparelho de compulsão, governo.

Há, com certeza, uma seita que acredita que se pode com bastante segurança dispensar toda a forma de compulsão na sociedade e base inteiramente no cumprimento voluntário do código de moral.
Os anarquistas consideram o estado, direito e instituições do governo como supérfluos em uma ordem social que serve realmente o bem de todos, e não apenas os interesses especiais de uns poucos privilegiados.
Só porque a atual ordem social baseada na propriedade privada dos meios de produção é necessário recorrer a compulsão e coerção em sua defesa.
Se a propriedade privada fosse abolida, então todos, sem exceção, teriam espontaneamente observar as normas exigidas pela cooperação social.

Já foi apontado que esta doutrina é errada na medida em que se trata do caráter da propriedade privada dos meios de produção.
Mas, mesmo para além deste, é completamente insustentável.

O anarquista, com razão não nega que toda forma de cooperação humana em uma sociedade baseada na divisão do trabalho exige a observância de algumas regras de conduta que nem sempre são agradáveis ao indivíduo, pois impõe-lhe um sacrifício, só temporária, é verdade, mas, para todos os que, pelo menos para o momento, doloroso.

Mas o anarquismo está enganado ao supor que todos, sem exceção, estarão dispostos a observar essas regras voluntariamente.
Há dispépticos que, embora saibam muito bem que a indulgência de um determinado alimento irá, após um curto período de tempo, causar-lhes graves, até mesmo dores mal suportável, são, todavia, incapaz de renunciar à fruição do prato delicioso.

Agora, as inter-relações da vida em sociedade não são tão fáceis de rastrear como os efeitos fisiológicos de um alimento, nem as consequências daí tanta rapidez e, acima de tudo, de modo palpável para o malfeitor.

Pode, então, ser assumida, sem cair completamente no absurdo, que, apesar de tudo isso, cada indivíduo em uma sociedade anarquista terá maior visão e força de vontade que um dispépticos gulosa?
Em uma sociedade anarquista é a possibilidade de ser inteiramente de excluir que alguém possa negligência jogar fora um fósforo aceso e iniciar um incêndio, ou, num acesso de raiva, inveja ou vingança, infligir ferimentos em seu companheiro?

O anarquismo não entende a verdadeira natureza do homem.
Seria possível apenas em um mundo de anjos e santos.


Liberalismo não é anarquismo, nem tem absolutamente nada a ver com o anarquismo.

O liberal entende claramente que, sem recorrer à compulsão, a existência da sociedade estaria em perigo e que por trás das regras de conduta cuja observância é necessária para assegurar a cooperação humana pacífica deve permanecer a ameaça da força, se todo o edifício da sociedade não está a ser continuamente à mercê de qualquer um dos seus membros.

Ele deve estar em uma posição para obrigar a pessoa que não respeita a vida, a saúde, a liberdade pessoal ou a propriedade privada dos outros a concordar com as regras da vida em sociedade.

Ludwig von Mises, Liberalism.


Era isso o que Mises dizia.
E o que VOCÊ prega aqui no Instituto que leva o nome dele É UMA OFENSA a obra de Mises.

Um Instituto que era para ser LIBERAL - DA FORMA QUE MISES ENTENDIA O QUE É SER LIBERAL - não o é, foi tomado de assalto por anarquistas e libertários que nada tem a ver com a obra de Mises.

Isso que estão fazendo aqui no IMB é um descalabro - estão DESVIRTUANDO A OBRA DE MISES - estão tentando passar a informação que Mises era libertário !

Eu acabei de colocar a palavra de Mises:

LIBERALISMO NÃO É ANARQUISMO, NEM TEM ABSOLUTAMENTE NADA A VER COM O ANARQUISMO.
O LIBERAL ENTENDE CLARAMENTE QUE, SEM RECORRER À COMPULSÃO, A EXISTÊNCIA DA SOCIEDADE ESTARIA EM PERIGO E QUE POR TRÁS DAS REGRAS DE CONDUTA CUJA OBSERVÂNCIA É NECESSÁRIA PARA ASSEGURAR A COOPERAÇÃO HUMANA PACÍFICA DEVE PERMANECER A AMEAÇA DA FORÇA
.


Essa era a opinião de Mises.
E o "pessoal daqui" do IMB está tentando mudar isso e colocando opiniões QUE NÃO SÃO DE MISES aqui neste local.
Isto é uma ofensa a Mises.


***

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Sobre a frase de John Lennon de que os Beatles eram mais famosos que Jesus, e se, John Lennom era marxista ?

Na comunidade do ORKUT "Marx é inquestionável?!" foi criado um tópico com o polêmico tema:

"Era John Lennon Marxista?"

No texto de abertura o criador do tópico escreveu:

"Era John Lennon Marxista?
Confesso ter grande admiração por John Lennon. Não porque muitos o admiram, evidentemente. Porém, por aquilo no qual ele acreditava, pela forma que se expressava, por numerosos bons exemplos que vi nele.
Por esta mesma razão (por aquilo que ele é), posso, naturalmente, deixar de ter tal admiração.
Em sua música mais famosa, Imagine, temos um exemplo de brilhantismo, quando é dito sobre a possibilidade de vivermos Bem, em Paz e amando ao próximo se céu ou inferno no ameaçando.
Contudo, também é dito algo sobre um mundo se posses ou propriedades. Que se poderia chamá-lo de Sonhador, mas que não era o único.
Tenho ciência do estilo alternativo de se vestir de Lennon durante parte da sua vida, mas isso pouco diz sobre o interior de uma pessoa, de forma confiável.
Enfim, peço ajuda aos mais experientes na comunidade...
Tinha Lennon traços reais de marxismo em si?"



Aqui no blog vou me ater apenas a um assunto que foi ventilado em um dos posts do tópico sobre a frase de John Lennon onde ele diz que os Beatles eram mais famosos que Jesus.
É importante na minha opinião sabermos mais sobre isso porque a frase, citada apenas ela, tem um significado um pouco diferente do que John Lennon quis dar a ela, pois esta frase está dentro de um texto maior de John Lennon.

Quem quiser ler todos os posts do tópico pode acessar o link abaixo:

http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=47930640&tid=5778532236530301886

*

Meus comentários a respeito da frase de John Lennon:

Gostaria de fazer uma observação, reiterando que neste comentário, e em qualquer outro feito por mim, não existe nada de religião, nem de "anti" a ou b, nem de "pró" a nada.
É apenas um comentário lógico factual que não tem a intenção de desmerecer ou enaltecer nada, mas, os argumentos buscam a verdade, e talvez ela possa ferir alguém, mas, não é essa nossa intenção.


Eu só conhecia a frase de John Lennon sobre os Beatles "serem mais famosos que Jesus", eu nunca dei grande importância a ela... eu não sabia que ela tinha sido escrita dentro de um texto maior e mais complexo, um texto onde John Lennon coloca uma argumentação fundamentada em princípios lógicos e históricos, a frase tem um significado muito maior do que uma simples vanglória que se pensa ela ter.

Vou colocar novamente a frase em inglês e a tradução:

John Lennon diz com o seu característico jeito de se expressar o seguinte:

'Christianity will go, It will vanish and shrink. I needn't argue about that; I'm right and I will be proved right. We're more popular than Jesus now; I don't know which will go first - rock 'n' roll or Christianity. Jesus was all right but his disciples were thick and ordinary. It's them twisting it that ruins it for me.'

"O cristianismo vai passar, ela vai desaparecer e encolher. Eu não preciso discutir sobre isso, eu estou certo e eu vou ser provado.
Nós (os Beatles) somos mais populares que Jesus agora, eu não sei qual vai primeiro - rock 'n roll "ou o cristianismo. Jesus disse tudo certo, mas seus discípulos são estúpidos e ordinários.
Na minha opinião, são eles (os discípulos de Jesus) que o estão deformando e o levando a urina.

John Lennon


Ai temos claramente os motivos porque os "discípulos de Jesus" não gostam de John Lennon...
Ele os chamou de estúpidos e ordinários!

Fundado em que fatos John Lennon pode ter se baseado para dizer isso ?
Talvez possa ter se baseado nos 1000 anos de feudalismo quando o senhor feudal e o clero eram os senhores e o povo a plebe, ou ainda John Lennon pode ter se baseado nos atos da Inquisição mantida pela Santo Ofício na Idade Média e nas milhares de atrocidades que essa entidade cometeu, dentre elas queimarem vivo em uma praça pública o filósofo Giordano Bruno, que na minha opinião foi a mais trágica... ou ainda as guerras sustentadas na Europa pelo Vaticano por séculos para manter o poder político papal, ou ainda as Cruzadas que mataram muitos sem chegar a nada, ou ainda na imensa quantidade de terras que o Vaticano possuía sem jamais ter derramado uma gota de suor para tê-las, e ainda as possui na Europa e em todo o mundo, ou ainda mais recentemente nos escândalos e trambiques do Banco do Vaticano ou nos atos de pedofilia praticados por padres e bispos...
Julgamento de Giordano Bruno

Reunião dos diretores do Banco do Vaticano

Estariam estas coisas de acordo com as palavras de Jesus ?


É disto que John Lennon está falando quando se refere aos discípulos de Jesus como sendo "estúpidos e ordinários" e que estão deformando os desígnios de Jesus.

Quanto a Jesus, John Lennon mostrou todo seu respeito e admiração a ele quando disse que "Jesus disse tudo certo".

A conclusão que chegamos diante destes fatos é que John Lennon admirava Jesus e tinha suas palavras em alta conta, porém, John Lennon desprezava o Vaticano e seus membros.


*

Quanto a minha opinião se John Lennon estava certo ou errado na sua avaliação...

Na minha opinião ele estava certo quanto a argumentação, mas errado quanto a conclusão - o cristianismo não vai acabar, pelo contrário, vai aumentar, não necessariamente com católicos, mas com outros tipos de cristianismo.
Não só o cristianismo vai aumentar, todas as religiões tendem a aumentar, e pode até surgirem novas religiões de sucesso reunindo milhões de crentes.

A razão é muito simples... os humanos ainda precisam, e possivelmente precisarão disso por milhares de anos ainda - precisam disso para conseguirem viver, os humanos precisam muito disso para suportar a crueldade da vida e a angustiante certeza da morte.

Apenas quando, daqui a milhares de anos no futuro, se os humanos conseguirem chegar lá, e se conseguirem evoluir para um novo ser "alem-do homem", e ai compreenderem as razões da crueldade da vida e não mais tiverem o angustiante medo da morte que possuem no presente, os humanos estarão finalmente livres e não mais precisarão disso.


***