A alienação

A alienação

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Como tirar o povo nordestino da miséria e da dependência do Bolsa Família ? O que os liberais podem fazer para solucionar esse grave problema ?



Rodrigo Constantino em continuação a sua saga contra o PT, uma luta nobre da parte dele, colocou hoje um artigo com o seguinte título:

"O desafio é libertar os pobres do terrorismo eleitoral"

Exatamente!
Esse é o trabalho a ser feito, a única solução para o Brasil.

Vou colocar a seguir parte do texto e o link para quem quiser dar uma olhada, com certeza terá boa leitura.

" O Brasil rachou após a campanha eleitoral do PT. Quem nega isso hoje, e ainda acusa tal constatação de “preconceito”, está equivocado e ignora o discurso anterior do próprio PT. Reinaldo Azevedo, em sua coluna de hoje na Folha, fala disso, e diz:
É preciso ser intelectualmente desonesto para não constatar que existe uma óbvia relação entre o benefício e a fidelidade ao petismo, que é o coronelismo da hora."

O restante do texto está em:

Eu fiz um comentário lá no artigo e o reproduzo a seguir.

Comentário:

O socialismo chinês em 50 anos gerou a maior população de miseráveis que já existiu no mundo!
Um bilhão e 300 milhões de pessoas vivendo em condições de extrema miséria, miséria muito maior que a do nordeste.
Qual foi a solução adotada para tirar os chineses dessa enorme miséria?

A única que existe, não existe outra - divisão do trabalho e trabalho assalariado.

O governo chinês disse ao mundo desenvolvido: vocês vem para cá, instalam suas fábricas, pagam um salário pequeno para os trabalhadores chineses, pagam um pouco de imposto para nós e vendam seus produtos ao mundo por um preço tão baixo que nenhum competidor poderá cobrir!
E os investidores do EUA, da Alemanha, da Inglaterra, do Canadá, da França, da Itália, da Austrália, etc, foram para a China e lá instalaram suas fábricas 

Os investidores ficaram sócios do governo chinês!
Em industrias estratégicas a sociedade se estabeleceu na base de 51% para o governo chinês e 49% para o investidor, que arcava com 100% das despesas e tecnologia, nas fábricas não estratégicas a porcentagem do governo chinês foi menor.
E a China cedia os chineses para trabalharem por um salário pequeno, para quem não tem 1 centavo 1 dólar é uma fortuna.

 Chineses trabalhando com divisão do trabalho

E trabalhando, ganhando um salário, pequeno, como também aconteceu na Inglaterra no início do Liberalismo, a China em 30 anos se tornou uma potência econômica mundial e seu povo já não é mais miserável.

Trabalhadores ingleses no início do Liberalismo (capitalismo),
a divisão do trabalho e o trabalho assalariado, inicialmente pagando salários baixos,
foi o que tirou o povo inglês da milenar miséria.


Bom, isso pode ser feito no nordeste?
- Não.
Os políticos nordestinos jamais farão o que os da China fizeram!

Mas, não existe outra solução, ou é a solução que a China adotou ou é a persistência da miséria e submissão política, como sempre foi no nordeste.

O que fazer então para tirar o povo nordestino da miséria e da dependência do BS?

- Os liberais tem que investir lá, não terão que dar 51% da propriedade aos políticos nordestinos, pois o nordeste faz parte de uma democracia.
Não investir nas capitais ou no litoral, de jeito nenhum, devem investir no interior, no agreste, na catinga, lá no sertão.

 Instalar uma fábrica de médio porte em Iguatu no interior do Ceará

Tem que instalar fábricas lá, pagando salário mínimo e demais direitos, é muito mais que o BS, devem levar junto com as fábricas instrutores técnicos para ensinar aos nordestinos a profissão, nada de dar "cultura", isso eles depois buscam, ensinar apenas o que vai fazer na fábrica, para que faça certo, só a produção será lá, como as nações desenvolvidas fizeram na China.

E vender ao mundo os produtos baratos produzidos no nordeste, já que existe o "made in China", que se faça o "made in nordeste".

E em 30 anos os nordestinos não serão mais dependentes de BF, serão finalmente um povo livre!



***


quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Os fumantes "oneraram o sistema de saúde pública" e a alegação "não quero pagar pelo tratamento deles" são verdadeiras ?




Essa é mais uma das enormes mentiras disseminadas na sociedade pelo marxismo "cultural" que se tornaram "verdades".
Através delas a ralé marxista quer prejudicar com uma fonte de seu ódio - as empresas fabricantes de cigarros.

Os fumantes não são os únicos que ficam doentes (supostamente pelo fumo), todos os que pagam INSS, que os fumantes também pagam, e muitos que não pagam, também ficam doentes pelas mais variadas causas não naturais.
Por exemplo os milhares de acidentes de trânsito anuais com milhares de mortes (55 mil mortes por ano) aqui e agora, oneram muito mais a sociedade que os fumantes.  Os milhares de assassinatos anuais (35 mil assassinatos anuais) também oneram.  E as vítimas das drogas, do crack, não oneram a sociedade? 
Por que a estes toda proteção e defesa é dada e aos fumantes existe essa perseguição incessante e enraivecida?  Respondo:  Porque as drogas colaboram para a destruição da sociedade, por isso o marxismo protege drogados e traficantes.

O câncer de próstata, o de mama feminina e o de cólon e reto fazem mais vítimas que o câncer de pulmão, e os demais tipos de câncer superam em muito o câncer de pulmão.
A informação acima pode ser vista em:

Instituto Nacional do Câncer José de Alencar

Se formos no excelente Hospital do Câncer de Jaú no interior de SP veremos milhares de pessoas sendo atendidas todos os dias, e se formos na ala de câncer de pulmão vamos constatar que não são muitos em relação ao total, e se perguntarmos, vamos constatar que a maioria nunca fumou.

Mas, com respeito a mentira dos "gastos para a sociedade".
Fumante também paga INSS como todo mundo, a maioria dos fumantes paga UNIMED, plano médico particular, por isso não onera em nada a sociedade se ficar doente, ele pagou pelo seu tratamento.



Mas, vamos ao mais importante no aspecto financeiro!

SESSENTA E CINCO POR CENTO (65%) do preço de um maço de cigarros é imposto, em um maço que custe 6,00 reais, 3,90 reais são imposto - um imposto exorbitante que só os fumantes pagam.
Se uma pessoa fuma um maço por dia em um ano ela paga 1.500,00 reais de imposto, em 30 anos paga 45 mil reais de imposto...
Portanto, as supostas despesas que fumantes vão dar são pagas por eles ao longo da vida em impostos que só eles pagam.
As empresas fabricantes de cigarros também pagam enormes quantias em impostos.
Foi por isso que políticos demagogos abraçaram essa "causa"! São milhões em impostos pagos pelos fumantes e pelas empresas, por isso o cigarro, mesmo sendo esse "horripilante mal", continua a ser vendido livremente!

Fumantes existem a muitos séculos, os índios da América fumavam, "pretos velhos" fumavam a vida toda e viviam mais de 100 anos, essa perseguição a fumantes começou no pós guerra quando os "intelectuais" do marxismo "cultural" iniciaram a sua "luta" para destruir o capitalismo apelando para a corrupção "cultural", com a intenção de destruir a sociedade ocidental, e uma das muitas mentiras criadas por essa ralé foi o "combate ao fumo" para atingir as empresas fabricantes de cigarros, eles jamais pensaram na saúde pública, pensam apenas em seu ódio contra a sociedade de livre mercado que não os premia, a sociedade liberal premia os empreendedores e não dá valor aos "sábios intelectuais"... por isso o ódio invejoso deles contra os ricos e donos de empresas.

Mas, como na humanidade a inveja dos bem sucedidos domina milhões de cabeças, muitos aceitaram essa mentira como verdade e se puseram a apoiar o preconceito contra fumantes sem saber que estão sendo usados pelo marxismo "cultural".


***

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Desconfio de todos os ativistas idealistas, mesmo que não lucrem financeiramente com seus ideais, pois nestes o lucro está no ego




Estamos na era dos ativistas e dos idealistas!
Todo mundo quer "transformar o mundo"!
Tido mundo quer demonstrar seu altruísmo!

Até os bancos entraram nessa e fazem suas propagandas com o tema "mudar o mundo".
Não que tais seres já não existem a tempos...


Banco Itau -  propaganda direcionada aos jovens.


Nietzsche já falou deles, com sua sabedoria Nietzsche assim se referiu aos idealistas ativistas e revolucionários:

"Podemos dividir os que pretendem uma subversão da sociedade entre aqueles que desejam alcançar algo para si e aqueles que o desejam para seus filhos e netos.
Esses últimos são os mais perigosos; porque têm a fé e a boa consciência do desinteresse.
Os demais podem ser contentados com um osso: a sociedade dominante é rica e inteligente o bastante para isso.
O perigo começa quando os objetivos se tornam impessoais; os revolucionários movidos por interesse impessoal podem considerar todos os defensores da ordem vigente como pessoalmente interessados, sentindo-se então superiores a eles."
 
Podemos também lembrar a opinião de Millôr Fernandes na sua entrevista ao Roda Vida quando lhe perguntaram sobre sua "briga" com Chico Nuarque:

“Eu desconfio de todo idealista que lucra com seu ideal”



Unindo o pensamento de Nietzsche e o de Millôr podemos dizer:

Desconfio de todos os ativistas idealistas, mesmo que não lucrem financeiramente com seus ideais, pois nestes o lucro está no ego, ao se sentirem superiores aos demais por terem intenções "elevados".


Facebook, uma enorme piscina para lavagem de egos.

O Facebook se tornou o maior palco da Terra para a exibição dessas nobres criaturas!

Milhões de fotos contendo uma "frase moral" de todas tipos e para todos os gostos são diariamente "compartilhadas" no Facebook!

E as virtuosas almas que as compartilham ficam satisfeitas quando as compartilham ... porque fizeram a sua "boa ação" do dia!

O Facebook é a maior piscina já inventada para as pessoas lavarem seu ego todos os dias...
O ego fica sujo durante o dia, a noite as pessoas se "lavam" no Facebook, "compartilham" uma foto politicamente correta e pronto!  Estamos com a alma lavada porque mostramos aos nossos amigos o quanto somos bons, piedosos, virtuosos, verdadeiros, corajosos, igualitários, e tudo o mais.

Existem milhões de fotos semelhantes a essas sendo "compartilhadas" 
todos os dias no Facebook!   
E as pessoas não se cansam delas... 
ano após ano lá continuam elas a fazer a mesma inutilidade que não muda absolutamente nada!


Ativistas ateus

Dentre a multidão de idealistas ativistas que hoje existem no mundo vamos destacar um tipo deles, os que são ateístas e fazem ativismo contra as religiões.
Não existe utilidade prática alguma para a sociedade na atividade dessas pessoas, a não ser para elas próprias.

Não existe importância ao ativismo contra religiões, ou ateísta, da mesma forma que o ativismo ambientalista e outros, servem mais como meio de vida dos ativistas do que a sociedade.
As coisas realmente úteis a sociedade não acontecem devido a ativismos, acontecem naturalmente e demoram séculos para se firmarem.
As religiões deixarão de existir quando a maioria dos humanos tiveram conhecimento da realidade, conhecimento científico e histórico, quando isso acontecer não existirão mais fiéis.
Vejamos alguns ícones do ativismo ateu:


Dawkins, se não tivesse o seu ativismo, tivesse apenas a sua ciência, se tivesse dado outra direção ao "gene egoísta", o seu conhecimento teria tido maior utilidade para a sociedade.
Dawkins fundou em 2008 a "Fundação Richard Dawkins para a Razão e a Ciência", uma organização sem fins lucrativos, certamente a fundação não tem fins lucrativos, mas, os que nela trabalham tem, inclusive Dawkins, que cobra caro as suas palestras.

Dennett é um filósofo que se tornou "humanista" e passa sua vida dando palestras e participando de academias culturais, ou seja, vive do seu humanismo.

Chris Stedman é um escritor e ativista norte-americano que serve como o diretor no "Yale Humanista Comunidade" na Universidade de Yale.
Antes foi "assistente jumanista capelão" na Universidade de Harvard.
Escreve para jornais sobre seu ativismo religioso
Stedman diz buscar a "base moral comum entre teístas e ateus" e propõe o diálogo inter-religioso para incluir ateus.
Este também, vive totalmente de seu ativismo.

Sam Harry é escritor e filósofo norte-americano, escreveu o livro "Morte da Fé".
Ainda é jovem, mas, já escreveu seis livros com críticas a religião no EUA, como no EUA existem muitos religiosos tem causado polêmica.

Grayling é um filósofo inglês, já escreveu 30 livros.
É diretor da revista "Prospect Magazine" e frequentemente aparece na midia inglesa.

Button é um filósofo suíço que quer substituir a religião pela filosofia, ele parece desconhecer que foi a filosofia que criou os fundamentos idealistas para o surgimento das religiões com deus caridosos.
Button criou a "The School Of Life", uma escola para ensinar filosofia para uso no dia a dia, uma escola paga onde de onde ele tira seu sustento.

Na humanidade atual povoada por milhões de pessoas vivendo em alienação, distantes da realidade, tais pessoas tem vasto campo de atuação, as milhões de criaturas virtuosos que estão no Facebook precisam delas criarem imagens com frases bonitas e morais para que elas possam "compartilhar" no seu perfil...
A eficácia dessa ação na vida real é zero.


***