A alienação

A alienação

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

A história é contada pelos vencedores ?

A história é contada pelos vencedores ?

Não, não é, a história é contada por historiadores das mais diversas épocas e nações, a história é contada pelos escritores, pelos jornais, pelo folclore, pelos museus, pelas peças históricas que ficaram e são a imagem viva da história.

A história da França dos séculos XVIII e XIX com a revolução francesa e Napoleão não foi contada por vencedor nem perdedor algum, foi contada pelos franceses e pelos europeus de todas as nações envolvidos nestes acontecimentos.

Napoleão perdeu a guerra para a Inglaterra, mas, a história da França dessa época foi contada pelos ingleses vencedores?



A Batalha de Waterloo, por Clément-Auguste Andrieux

Foi um pintor francês, ou seja, um perdedor, que pintou essa cena da batalha de Waterloo para se perpetuar na história...

Não foram os vencedores ingleses que contaram a história das guerras napoleônicas, foram os historiadores de toda a Europa que contaram essa história.

A frase "são os vencedores que contam a história" é uma mentira muito fácil de ser refutada!


Não, de forma alguma, os próprios acontecimentos contam a história da França dessa época, na batalha final de Waterloo existiam dezenas de pessoas das mais diversas nacionalidades observando a batalha e anotando os acontecimentos, a história da batalha de Waterloo foi contada pelos que a observaram e não pelos vencedores ingleses.

Por exemplo sobre a Batalha de Waterloo a Biblioteca Nacional de Portugal, tem um relato detalhado dessa batalha:

•Portugal. Imprensa Nacional. Litografia,impr.

Este(s) autore(s) no 'Google scholar'
•Carvalho, Augusto Guilherme Lacerda de, fl. ca 185?-1903

•Portugal. Imprensa Nacional. Litografia,impr.

Este(s) autore(s) na 'Europeana'
•Carvalho, Augusto Guilherme Lacerda de, fl. ca 185?-1903

•Portugal. Imprensa Nacional. Litografia,impr.

Este(s) autore(s) na 'Biblioteca Digital Ibero Americana'
•Carvalho, Augusto Guilherme Lacerda de, fl. ca 185?-1903

•Portugal. Imprensa Nacional. Litografia,impr.
Este título
•no Google books

•no Internet Archive
•na Europeana

Batalha de Waterloo pelejada em 18 de Junho de 1815, entre o exercito francez ao mando de Napoleão, e o exercito anglo prussiano obediente a Wellington e Blucher [ Material cartográfico] / Carvalho gr.

AUTOR(ES): 
Carvalho, Augusto Guilherme Lacerda de, fl. ca 185?-1903, litog.; Portugal. Imprensa Nacional. Litografia,impr.

ESCALA:

[Escala não determinada]

PUBLICAÇÃO:

[Lisboa] : Lith[ografia] da Imprensa Nacional, [ca 1850]

DESCR. FÍSICA:

1 plano de batalha : litografia, color. ; 21,00x18,80 cm, em folha de 29,60x39,40 cm

REF.EXT.:

Renato da Silva Graça - Breve história da litografia: sua introdução e primeiros passos em Portugal. [Lisboa: s.n.], 1968, p. 35

NOTAS:

Data atribuída de acordo com as datas de actividade, quer da Litografia da Imprensa Nacional (post. 1837), quer do litógrafo (ca 1850-1903)

CDU:

355.48(44:493)"1815"(084.3)
913(493)(084.3)
912"18"(084.3)

END. WWW: 
http://purl.pt/1521


Esta ai a história da Batalha de Waterloo sendo contada nem por perdedores nem por vencedores, está sendo contada por historiadores independentes.

A história do Brasil foi contada pelos vencedores?
Que vencedores?

D. Pedro I proclamou a independência do Brasil e existem milhares de documentos da época nos museus e na Biblioteca Nacional que comprovam os fatos acontecidos, e ao final, o que importa não são os detalhes, o que importa é que o Brasil ficou independente de Portugal em 7 de Stembro de 1.822.... é este o fato histórico indiscutível e importante.

Na história da proclamação da república a mesma coisa, essa história não foi contada por vencedor nenhum, foi contada pelos documentos preservados da época, foi contada pelos jornais diários que existiam por todo o Brasil e davam as notícias dos acontecimentos, mas, isso tudo são detalhes, o fato histórico primordial foi que em 15 de Novembro de 1.889 o Brasil se tornou uma república e os relatos deste acontecimento histórico não foi contado por vencedor nenhum foi contado por milhares de narradores por todo o Brasil.

Por exemplo um fato histórico distante no passado, que aconteceu a 2.400 anos, a guerra entre Roma e Cartago pelo domínio do Mediterrâneo.

A história desse fato foi contada apenas pelos romanos que foram os vencedores da guerra?

Obviamente que não.
Obviamente os romanos tinham historiadores e fizeram o relato dos acontecimentos da forma que eles os viram, mas, existiram muitos outros historiadores no Egito, em Alexandria, no Oriente Médio, na Grécia que também fizeram suas narrativas, e existem os documentos que foram preservados.

Mas, disso tudo, o fato histórico fundamental, que mudou o destino do mundo, foi que Roma ganhou a guerra e destruiu por completo Cartago, e Roma se tornou a dona do Mediterrâneo e da Europa, e é por isso que falamos português hoje no Brasil, uma língua latina, uma vez que a lingua romana, o latim, com a vitória de Roma também se tornou a língua mais falada.

Desta forma, não existe prova alguma de que "a história é contada pelos vencedores".

Então, por que existe esse falso "conceito" dessiminado na sociedade?

Essa é uma das muitas mentiras inventadas pelos "intelectuais" do marxismo "cultural", faz parte da "luta" para destruir as bases da sociedade ocidental.

Karl Marx disse: "A história é luta de classes.".

E Engels disse: "Se Napoleão não tivesse existido outro teria feito tudo o que ele fez."

Em função destes dois dogmas do marxismo temos que.

1. Não existem fatos históricos uma vez que a história é apenas luta de classes, ou seja, todos os acontecimentos se resumem em luta de classes.

2. A história é determinista, os grandes homens não tem valor para o marxismo, é a história por si só que faz acontecer e não a ação humana dos grandes homens e mulheres.

O marxismo é uma doença espiritual, os "intelectuais" marxistas se acham pessoas sábias e no direito de conduzir a humanidade, porém, a humanidade sempre foi conduzida pelos grandes homens e não pelos "sábios intelectuais", isso provocou neles grande ódio contra os grandes homens e contra a sociedade que os respeita e homenageia, por isso eles imaginaram o marxismo "cultural" que é uma estratégia a longo prazo para abalar as bases da sociedade ocidental, a família, o Direito, a Filosofia, e também a história.

Por que a história?

Porque os historiadores contam a história a partir dos fatos constantes nas fontes históricas que relatam a ação humana ao longo da história, para os historiadores a história não é "luta de classes', não existiu nenhuma luta de classes na Segunda Guerra Mundial, foi uma luta entre nações.

Para denegrir a história contada pelos historiadores os marxistas inventaram a mentira de que a história é contada pelos vencedores, ou seja, é falas, não é a verdadeira história.
E como eles dominam nas universidades da área de humanas a já 70 anos eles vem "ensinando" isso aos estudantes, que depois de formados vão dizer isso nas escolas, e por fim acabamos até vendo um ator da novela das 9 da Globo dizendo:  "A história não é contada pelos vencedores?".

Porém, essa é apenas mais uma das centenas de mentiras que os marxistas inventaram ao longo dos últimos 70 anos, e é facilmente refutada.
 
 

 
***